Arbitragem bitcoin | O melhor investimento de risco Zero! [Mito ou Verdade?]

Arbitragem bitcoin | O melhor investimento de risco Zero! [Mito ou Verdade?]

Arbitragem bitcoin – O que é? Como funciona? Como fazer? Quais são as vantagens? [Tutorial passo a passo]

Índice

Arbitragem bitcoin – Você sabia que um dos principais motivos de as pessoas não investirem em criptomoedas é porque elas não sabem como fazer esse tipo de investimento?

O fato de moedas como o bitcoin serem uma tecnologia (relativamente) nova faz com que pessoas não tenham familiaridade com o tema e acabem não realizando o investimento, mesmo tendo interesse e vontade em fazê-lo.

Neste artigo você vai aprender o que é arbitragem bitcoin, uma das estratégias de investimento do mercado financeiro tradicional que também pode ser utilizada em investimentos com criptomoedas.

Vamos ensinar tudo que você precisa saber sobre o tema através de exemplos que apresentam um tutorial passo a passo para facilitar ainda mais a sua compreensão.

Curiosidades sobre a arbitragem bitcoin

Durante o ano de 2017 o Bitcoin passou por uma valorização que ocasionou um aumento de mais  de 1.300% no seu preço, atraindo a atenção de investidores institucionais e contribuindo para a popularização do mercado de criptomoedas como um todo.

Além do tradicional investimento no qual a criptomoeda é comprada e guardada, esperando-se a sua valorização a longo prazo, outras oportunidades de obter lucros atraíram a atenção das pessoas.

Entre elas estão o aumento da emissão de novas criptomoedas para arrecadar fundos para novos empreendimentos, os ICOs (Initial coin offering), mineração, e o crescimento das operações de arbitragem bitcoin, que se aproveitam do aumento do número de corretoras de criptomoedas no mundo e das diferenças de preços entre mercados para obter ganhos de uma forma rápida.

O conceito de arbitragem bitcoin

O conceito de arbitragem bitcoin diz respeito à operações realizadas com um único ativo (de BTC para BTC) e que não envolve qualquer risco.

Ou seja, certamente darão lucros.

Arbitragem bitcoin é o nome que recebe a operação de comprar bitcoin em qualquer exchange onde o preço está mais baixo e vendê-lo logo em seguida em outra exchange onde o preço está mais alto.

O lucro obtido vem dessa diferença entre os preços.

A arbitragem bitcoin, mais especificamente, seria a ação de comprar um bitcoin em uma corretora por um preço mais baixo e vender em outra corretora por um preço mais alto.

O preço pode variar de corretora para corretora em um mesmo país e em países distintos.

A diferença de preços se dá entre diferentes corretoras e ocorre por causa da lei da oferta e da procura.

Se em uma corretora há muitas pessoas querendo comprar bitcoins e poucas pessoas querendo vendê-los, a tendência é que aqueles que queiram vender cobrem um valor mais alto na tentativa de maximizar seus lucros.

Se ao contrário, há poucas pessoas querendo comprar bitcoins e muitas querendo vender, a tendência é que aqueles que queiram vender cobrem um valor mais baixo.

Um exemplo simples de arbitragem bitcoin:

SoftBank Corp.’s CEO Ken Miyauchi speaks during a press conference in Tokyo, Wednesday, Dec. 19, 2018. SoftBank Group Corp.’s Japanese mobile subsidiary suffered a bitter debut on the Tokyo market, slumping 15 percent. (AP Photo/Koji Sasahara)

Por exemplo, suponha que 1 BTC esteja valendo R$ 11.000 reais na corretora B e R$ 10.000 na corretora A.

Portanto, arbitrar seria comprar uma quantidade de BTCs na corretora A, onde o preço está menor, e vendê-los na B, onde o preço está maior.

Assim, desconsiderando qualquer incidência de taxas, se você comprasse 2 BTCs na corretora A e os vendesse na corretora B, teria lucrado 2 mil reais com essa operação de arbitragem bitcoin.

É importante ressaltar que o conceito econômico de arbitragem bitcoin não diz respeito somente ao mercado de criptomoedas.

O mercado financeiro tradicional também trabalha com a arbitragem de ações, de títulos e de câmbio, por exemplo.

Ao contrário do mercado tradicional, porém, que possui horário de fechamento e abertura, os investimentos em criptomoedas podem ser feitos 24 horas por dia, durante todos os 7 dias da semana, pois o mercado não fecha.

Além disso, é possível começar com qualquer quantia, pois não existe um valor mínimo a ser investido.

Como fazer uma operação lucrativa de arbitragem bitcoin?

Agora que você sabe o conceito de arbitragem bitcoin, vamos entender todos os pontos a serem analisados antes de realizar uma operação.

Para arbitrar existem alguns fatores aos quais você, como investidor, deve prestar atenção, porque estão diretamente ligados à margem de lucro da operação.

Os principais desses fatores são as taxas cobradas na operação, o tempo que você vai levar para realizá-la e o ágio ou spread.

Vamos analisar cada um desses fatores a seguir.

A partir de agora, sempre que você vir qualquer uma dessas expressões, elas significarão o seguinte:

  • BRL = Reais
  • USD = Dólares
  • BTC = Bitcoins

– Taxas

As corretoras costumam cobrar algumas taxas para a realização dos seus serviços. Na maioria das vezes, essas taxas são:

  1. Taxa de depósito e de saque em BTC (taxa dos mineradores da rede);
  2. Taxa de depósito e de saque em BRL;
  3. Taxa de ordem passiva (Aquela que fica aguardando no livro de ordens da corretora até ser executada);
  4. Taxa de ordem ativa (Aquela que é executada imediatamente).

– Tempo

O tempo também é um fator crucial, porque a alta volatilidade das criptomoedas pode provocar uma mudança nos preços em poucos minutos, fazendo com que a oportunidade de arbitragem deixe de existir ou até mesmo que você perca dinheiro caso toda a operação demore mais que o esperado.

Por exemplo, digamos que o BTC esteja valendo R$ 10.000 na corretora A e R$ 11.000 na corretora B.

Desconsiderando a incidência das taxas para simplificar, digamos também que você comprou 1 BTC na corretora A para logo em seguida vender na B, mas a transferência do Bitcoin de uma corretora para a outra demorou meia hora e o preço na corretora B caiu para R$9.500.

Se você prosseguir com a operação e vender 1 BTC na corretora B, terá um prejuízo de R$ 500.

Dessa forma, com relação ao tempo, na arbitragem bitcoin simples, você precisa considerar os seguintes fatores:

  1. O tempo para a realização de saques e depósito em BTCs. Esse é o tempo para transferir os BTCs na própria rede Bitcoin, por isso varia de acordo com a criptomoeda em questão, já que está diretamente ligada à confirmação da transação no blockchain. As confirmações na rede Ethereum, por exemplo, costumam ser mais rápidas que as da rede Bitcoin;
  2. tempo para a realização de saques e de depósitos em moedas fiat (moedas fiat são moedas emitidas por governos, como o Real e o Dólar), que depende do banco e da corretora utilizados;
  3. O tempo para a ordem de compra ou venda ser executada (considerando uma ordem passiva);
  4. Ainda falando sobre tempo, é importante verificar também a liquidez das corretoras, pois dela depende o tempo de execução da sua ordem de compra ou venda. No caso, liquidez é a facilidade com que as criptomoedas são convertidas em moedas fiat ou outras criptomoedas. Portanto, é a velocidade e facilidade com que a ordem é executada, o que tem relação com o volume negociado na corretora;
  5. No caso de operações de arbitragem que envolvem corretoras estrangeiras, você ainda precisa considerar o tempo para o depósito em moedas fiat ser recebido numa conta no exterior, um processo que normalmente leva 3 dias.

No blockchain, as transações ficam registradas em blocos.
Depois que a sua transação é validada e adicionada a um bloco, cada bloco que for criado depois funcionará como uma confirmação da sua transação.
Com 6 confirmações, ou 6 novos blocos, a transação já é considerada como irreversível, mas algumas corretoras podem exigir um número maior ou menor de confirmações.

– Ágio e spread

A diferença de preços entre as cotações de uma mesma criptomoeda em diferentes países é comumente chamada de ágio.

Já a diferença entre as cotações de uma mesma criptomoeda em diferentes mercados dentro de um mesmo país é comumente chamada de spread.

Ambos são indicativos da existência, ou não, de oportunidade de lucro na operação.

Para que a arbitragem bitcoin seja lucrativa, essa diferença deve ser positiva.

É importante ressaltar, porém, que não é porque essa diferença é positiva que a operação certamente será lucrativa.

Estratégias de Arbitragem bitcoin [passo a passo]

Agora que você já sabe o que é arbitragem bitcoin e o que você precisa considerar quando for arbitrar com criptomoedas, vamos explicar duas estratégias de arbitragem bitcoin:

  1. Simples
  2. Triangular

Também vamos ensinar como fazê-las passo a passo.

– Arbitragem bitcoin Simples

A estratégia de arbitragem simples é aquela que envolve 2 ativos diferentes.

No nosso caso, a arbitragem simples vai envolver 1 criptomoeda e 1 moeda fiat e será feita em um único país.

Imagine que você notou que o BTC na corretora A está valendo R$ 15.000 e na corretora B R$ 16.000.

Como o spread é positivo, há um indicativo de que a operação lhe renderá lucros.

Se você decidisse, portanto, realizar a operação de arbitragem com R$ 10.000, ela seria feita dessa forma:

  1. Você faz o depósito em BRL na corretora A e compra BTCs;
  2. Você saca os BTCs comprados, ou seja, é feita a transferência dos bitcoins da carteira da corretora A para a carteira da corretora B;
  3. Você vende os BTCs na corretora B e saca o valor em BRL.

Feitas as contas com todas as taxas, digamos que você tenha visto que essa arbitragem vale a pena e lhe renderá 2,49% de lucro.

– Arbitragem bitcoin Triangular

A estratégia de arbitragem triangular é aquela que envolve 3 ativos diferentes:

  • 2 moedas fiat
  • 1 criptomoeda ou 2 criptomoedas e 1 moeda fia

Como as corretoras brasileiras possuem pouca variedade de criptomoedas, vamos restringir nossos esclarecimentos à operações com 2 moedas fiats e 1 criptomoeda.

Para analisar se uma operação de arbitragem triangular lhe dará lucro, você precisa analisar alguns fatores ligados à operação de câmbio, pois eles afetam a margem de lucro.

Fatores ligados à operação de câmbio

Além do tempo, das taxas aplicadas pelas corretoras, da liquidez e do ágio, que mencionamos quando explicamos a arbitragem simples, como a arbitragem triangular envolve operações de câmbio entre dois países, existem alguns outros fatores que afetam a margem de lucro da operação e você deve considerar antes de arbitrar:

  1. Imposto sobre Operações Financeiras (IOF): É o imposto cobrado sobre operações de crédito, câmbio, seguro ou operações relativas a títulos ou valores mobiliários. Quando você envia dinheiro para uma conta em seu nome no exterior, a taxa é de 1,10%. Já quando envia para uma conta com outra titularidade, a taxa é de 0,38%.
  2. Taxa de câmbio: É o valor da moeda estrangeira comparada ao valor da moeda nacional.
  3. Spread bancário:É a diferença entre o valor que o banco, ou a empresa que faz remessas ao exterior, pagou pela moeda fiat e o quanto ela vai cobrar de você, investidor.

Assim, quando você for fazer uma arbitragem triangular, para converter o valor de reais para dólares, por exemplo, não basta usar o câmbio comercial.

É preciso contabilizar também o IOF e o spread para saber quantos dólares você efetivamente comprará com aquela quantia em reais.

Para simplificar a análise desses três novos fatores apresentados, você pode examinar apenas o Valor Efetivo Total.

Valor Efetivo Total (VET)

O VET é o total de reais a ser pago ou recebido por uma unidade de moeda estrangeira em uma operação de câmbio.

Ele já inclui o valor da taxa de câmbio oficial, o spread bancário e o IOF.

Ou seja, todos os fatores que afetam a margem de lucro.

Logo, com ele você pode calcular a quantidade exata de dólares que comprará.

O valor do VET varia de acordo com a instituição (já que cada uma cobra um spread) e também de acordo com a operação (um valor para comprar e outro para vender).

As instituições têm a obrigação de informar o VET e o Banco Central faz um ranking com a média dos VETs para facilitar a comparação dos preços usualmente praticados.

EXEMPLOS de arbitragem bitcoin:

EXEMPLO 1: COMPRAR BTCs NOS EUA E VENDER NO BRASIL – EMPRESA X

Digamos que você notou que o BTC está valendo USD 5.000 nos Estados Unidos e R$ 25.600 no Brasil e você quer saber se terá lucro realizando a seguinte operação de arbitragem:

-Comprar BTCs nos EUA e vender no Brasil.

  1. Como você vai comprar BTCs nos EUA, você precisa comprar dólares.
  2. Por isso, você verifica primeiro qual é o valor do VET para comprar dólares na empresa X e descobre que é R$ 5,20.
  3. Você também precisa comparar os preços do BTC em uma mesma moeda para ver onde o BTC está mais barato e onde está mais caro.
  4. Assim, é possível perceber que no Brasil o BTC está mais barato, então você teria prejuízo se levasse dólares para os EUA, comprasse BTCs lá e vendesse aqui.

O ágio negativo confirma o prejuízo.

É muito importante ressaltar que, se as contas confirmam que uma operação de arbitragem triangular possui o ágio negativo, isso não quer dizer que fazer a operação reversa trará um ágio positivo ou lucro.

EXEMPLO 2: COMPRAR BTCs NOS EUA E VENDER NO BRASIL – EMPRESA Y

  1. Como as contas demonstraram que você teria prejuízo se fizesse a remessa pela empresa X, agora você procura a empresa Y, onde o VET para comprar dólares é R$ 5,10.
  2. Você percebe que no Brasil o BTC está mais caro e o ágio é positivo, o que significa que ele pode ter lucro se fizer essa operação de arbitragem bitcoin.
  3. Para ter certeza, você precisa contabilizar as taxas das corretoras.
  4. Você faz um depósito em dólares na corretora estrangeira A (EUA) e compra BTCs.
  5. Você saca os BTCs comprados e deposita na corretora brasileira, ou seja, é feita a transferência dos bitcoins da carteira da corretora A (EUA) para a carteira da corretora B (Brasil).
  6. Você vende os BTCs na corretora B (Brasil) e saca o valor em BRL.

Assim, apesar do BTC estar mais caro no Brasil, vemos que você teria um prejuízo de 0,97% se comprasse BTCs nos EUA e vendesse aqui por conta da dedução das taxas cobradas.

EXEMPLO 3: COMPRAR BTCs NOS EUA E VENDER NO BRASIL – EMPRESA Z

  1. Como as contas demonstraram que você teria prejuízo se fizesse a remessa pela empresa X e pela empresa Y, você agora consulta a empresa Z, onde o VET para comprar dólares é R$ 4,70.
  2. Você percebe que o BTC está mais caro no Brasil, então, a princípio, você teria um lucro se comprasse BTCs fora e vendesse aqui, o que é novamente indicado pelo ágio positivo da operação.
  3. Você compra dólares e os envia para sua conta própria nos EUA.
  4. Você faz um depósito em dólares na corretora estrangeira A (EUA) e compra BTCs.
  5. Você saca os BTCs comprados e deposita na corretora brasileira, ou seja, é feita a transferência dos bitcoins da carteira da corretora A (EUA) para a carteira da corretora B (Brasil).
  6. Você vende os BTCs na corretora B (Brasil) e saca o valor em BRL.

Logo, fazendo a transferência pela empresa Z com o VET de R$ 4,70, você terá um lucro de 7,45% mesmo com a dedução das taxas, portanto a arbitragem bitcoin compensa.

É possível perceber, assim, que a lucratividade está diretamente ligada ao VET e não depende apenas da diferença entre os preços do BTC.

Portanto, analisando as três empresas exemplificadas, apenas em uma delas a operação de arbitragem bitcoin faria sentido.

EXEMPLO 4: COMPRAR BTCs NO BRASIL E VENDER NOS EUA

Vejamos agora o fluxo contrário, no qual você compra BTCs no Brasil e vende nos Estados Unidos.

Como você obterá o lucro em dólares, você precisará fazer uma transferência para o Brasil e trocar os dólares por reais.

O valor do VET da empresa X para vender dólares é R$ 5,25.

Nesse caso, o BTC está mais barato no Brasil e o ágio positivo indica que, se você comprar BTCs aqui e vender nos EUA, você terá um lucro. Verificando as taxas.

  1. Você faz um depósito na corretora B (Brasil) e compra BTCs.
  2. Você saca os BTCs comprados e deposita na corretora estrangeira, ou seja, é feita a transferência dos bitcoins da carteira da corretora B (Brasil) para a carteira da corretora A (EUA).
  3. Você vende os BTCs na corretora A (EUA) e saca o valor em USD.
  4. Você faz uma remessa do valor ganho em dólares para o Brasil.

Contabilizando o valor das taxas, você terá um lucro de 1,27% se comprar BTCs aqui e os vender nos EUA.

Todos esse cálculos podem parecer complicados e trabalhosos à primeira vista, principalmente se tempo e rapidez são fatores fundamentais dentro de uma arbitragem bitcoin e podem definir se ela será lucrativa ou trará prejuízo.

A boa notícia é que existem diversas ferramentas que automatizam as análises das oportunidades de arbitragem bitcoin.

Falaremos sobre elas com mais detalhes no próximo tópico.

Automatização de arbitragem bitcoin


Como demonstramos, você pode verificar as oportunidades de arbitragem bitcoin no mercado de criptomoedas e contabilizar as taxas das transações manualmente, mas esse processo exige muito tempo.

Ele demanda um monitoramento constante do mercado à espera das oportunidades para arbitrar e demanda também o acompanhamento das cotações e do volume movimentado nas corretoras.
Também vamos ensinar como fazê-las passo a passo.

O lucro obtido nem sempre compensa os esforços, por isso foram desenvolvidas algumas ferramentas de automatização capazes de facilitar a vida daqueles que desejam arbitrar.

Apresentaremos algumas delas para que você possa se familiarizar:

– CoinTrader Monitor

O CoinTrader Monitor tem um comparativo de várias corretoras nacionais e mostra a última cotação de compra e venda do Bitcoin, o volume transacionado pela corretora e a porcentagem da variação dos preços de compra e venda do Bitcoin.

Para utilizar, basta inserir a quantidade de reais que você deseja investir e determinar o tempo de atualização da tabela.

  • Células verdes indicam uma variação positiva nos preços do Bitcoin.
  • Células vermelhas indicam uma variação negativa nos preços do Bitcoin.
  • Células vermelhas escuras indicam um erro (inconsistência de dados ou erros de atualização).
  • Células amarelas indicam uma oportunidade de arbitragem.

Você pode configurar um alarme para soar quando houver possibilidade de lucro acima de uma determinada porcentagem (lucro maior que 0,5%, 1%, 1,5%, 2%, 2,5% ou 3%).

A ferramenta só trabalha com Bitcoin e corretoras nacionais e é gratuita.

– WatchCoins

A WatchCoins informa em qual corretora comprar uma determinada criptomoeda por um preço mais baixo e onde vendê-la pelo preço mais alto, deixando claro o total das taxas e a porcentagem de lucro final.

Ela também traz informações sobre o marketshare das corretoras nacionais, que é um indicativo do volume transacionado em cada uma.

Além disso, a ferramenta trabalha com várias criptomoedas (mais de 100) e com corretoras internacionais (Binance, Bitfinex, Bitflip, Bithumb, Bittrex, Cex.io, Coinbase, ItBit, Kraken, OkCoin, Poloniex, Stratum e Xapo).

Para ter acesso a todas as funcionalidades, é preciso contratar o Plano Vip, que tem um custo de R$ 50 mensais e pode ser pago em criptomoedas (Bitcoin, Bitcoin Cash, Ethereum ou Litecoin).

– Coin.market


O Coin.market é um site gratuito que possui uma seção focada em oportunidades de arbitragem bitcoin. 

Não é possível filtrar as oportunidades mostradas por corretora nem por criptomoeda, mas o site já informa quanto comprar, em qual corretora comprar e qual será o valor lucrado.

– Especialista CryptoArbitrageOpportunity

A CryptoArbitrageOpportunity Expert é gratuita e serve especificamente para mostrar oportunidades de arbitragem bitcoin, mas não trabalha com corretoras brasileiras.

  • A coluna vertical à esquerda mostra as corretoras para comprar e a linha superior mostra as corretoras para vender.
  • Cada célula dessa coluna e dessa linha têm informações sobre a cotação e o volume.
  • É possível escolher diferentes criptomoedas e moedas fiat para fazer as comparações.
  • As células centrais mostram a diferença entre o preço de compra e venda.
  • Células verdes indicam uma diferença positiva maior.

– TokenSpread

O TokenSpread mostra oportunidades de arbitragem bitcoin, informando no início o par com maior ágio e em qual corretora está o menor preço e o maior preço.

O Token Spread não trabalha com corretoras brasileiras e as informações são disponibilizadas gratuitamente.

  • À esquerda há uma tabela que mostra o preço em algumas corretoras.
  • Abaixo é possível ver informações mais detalhadas sobre volume, preço de compra e preço de venda e diferença entre esses preços em diversas corretoras e entre diferentes pares.

– CoinMarketCap

O  CoinMarketCap não é uma ferramenta específica de arbitragem bitcoin, mas é um site que reúne diversas informações importantes.

Ele mostra o preço médio de diversas criptomoedas, a capitalização do mercado de cada uma, o volume transacionado e a variação da cotação nas últimas 24 horas, além de um gráfico da cotação.

  • Ao clicar nas reticências no canto direito ao lado de cada criptomoeda e depois clicar em “view markets”, é possível visualizar a cotação da criptomoeda em diversas corretoras ao redor do mundo, inclusive algumas brasileiras.

Todas as informações são disponibilizadas gratuitamente.

– CoinGecko

O CoinGecko não tem um foco em arbitragem bitcoin, mas informa o preço de todas as criptomoedas listadas em diversas corretoras internacionais, o volume transacionado de cada criptomoeda e a porcentagem que esse valor representa no volume total da corretora.

Há informações também sobre as taxas.

O site tem dados sobre 204 corretoras, algumas brasileiras, e 2.668 criptomoedas.

As informações são disponibilizadas gratuitamente.

– BitInfoCharts

O BitInfoCharts traz informações sobre a cotação de cada criptomoeda em comparação ao dólar e ao Bitcoin, a capitalização de mercado e o volume transacionado de cada criptomoeda, além do último preço de compra e venda em cada corretora.

As informações são disponibilizadas gratuitamente.

Bots de arbitragem bitcoin

Existem também alguns robôs, ou bots, que foram criados para automatizar toda a operação de arbitragem bitcoin.

Eles monitoram os mercados e executam as operações quando elas são lucrativas.

Utilizar bots de arbitragem bitcoin é recomendado para aqueles que têm maior experiência no mercado e têm noções de programação, pois é preciso implementar o código e rodá-lo.

Alguns exemplos desses bots são o Blackbird e Gekko, cujos códigos fonte são abertos e oferecem suporte para diversas corretoras.

Planilha de Arbitragem bitcoin

Além das ferramentas apresentadas, é possível extrair os dados dos preços e das ordens através de APIs das corretoras, inseri-los em planilhas do Excel e, assim, verificar as oportunidades do mercado.

Existem diversas planilhas dessas na internet, mas nós desenvolvemos uma própria para que você possa compreender melhor o funcionamento da arbitragem bitcoin observando a incidência das taxas e os cálculos para a previsão de lucro.

A planilha do Google Sheets está integrada a algumas corretoras nacionais.

Para utilizar basta inserir a quantidade a ser investida e a corretora utilizada.

Automaticamente a planilha retornará as taxas e o lucro bruto final.

As vantagens da arbitragem bitcoin

A vantagem da arbitragem bitcoin é que a lucratividade dessas operações têm origem apenas na diferença de preços entre as criptomoedas em um dado momento, portanto não está ligada a valorização da criptomoeda em si.

Outra vantagem é a rapidez da obtenção dos lucros.

No investimento tradicional você normalmente espera por mais tempo para a valorização da criptomoeda.

Os lucros das operações de arbitragem bitcoin podem ser realizados em questão de horas ou dias, dependendo do tipo de arbitragem bitcoin realizada (simples ou triangular).

O aumento no número de corretoras também é uma vantagem, já que, à medida em que elas se multiplicam, crescem também as possibilidades de haver diferenças nas cotações dos preços das criptomoedas e, consequentemente, há um aumento no número de oportunidades de arbitragem bitcoin.

Fatores de atenção na arbitragem bitcoin

As operações de arbitragem bitcoin envolvem uma grande exposição ao risco, por causa da alta volatilidade do preço das criptomoedas.

Dessa forma, você deve prestar atenção a alguns fatores que estão diretamente ligados à margem de lucro e ao risco da operação:

– Tempo

O tempo que leva para fazer as transações deve ser levado em conta, já que nesse intervalo a cotação da criptomoeda pode mudar devido à sua alta volatilidade.

Uma boa estratégia para contornar essa questão é deixar uma quantia já depositada de moedas fiat em diferentes corretoras, evitando, assim, pelo menos o tempo decorrente do depósito dessas moedas.

Pesquisar informações e as opiniões dos clientes das corretoras sobre o tempo que elas costumam levar para fazer as operações também é uma boa estratégia, pois pode ajudar a escolher aquelas que prestam serviços de forma mais ágil.

– Taxas cobradas pelas corretoras

As taxas cobradas também são um fator de atenção, pois podem depreciar os lucros. Lembre-se que as taxas usualmente são:

  1. Taxa de depósito (um valor para moedas fiat, outro para BTCs);
  2. Taxa de saque (um valor para moedas fiat, outro para BTCs);
  3. Taxa de ordem passiva;
  4. Taxa de ordem ativa.

– Ágio e spread

A diferença existente entre as cotações das criptomoedas é um indicativo da oportunidade de lucro na operação de arbitragem bitcoin.

Para haver lucro, ela deve ser positiva.

É importante notar, no entanto, que a diferença positiva entre as cotações não garante o lucro.

– Limitação e regras

As corretoras costumam trabalhar com limites de movimentações e você deve ficar atento para arbitrar dentro do volume permitido.

No caso da arbitragem bitcoin triangular, também é preciso verificar se a corretora exige que você tenha conta em um banco local.

Algumas têm essa exigência e em outras é possível fazer uma remessa direto para a própria corretora.

Também é importante verificar se existem limites de movimentação impostos pelos países estrangeiros onde você for comprar ou vender as criptomoedas.

– Liquidez

O volume transacionado na corretora pode não ser suficiente para liquidar toda a ordem que você colocar, o que pode comprometer a margem de lucro, pois você pode não conseguir comprar ou vender toda a quantia de criptomoedas que queria por um determinado valor.

– Corretora de confiança

Para limitar a exposição ao risco é fundamental escolher uma corretora de confiança.

Fazer pesquisas sobre a reputação da corretora e sobre a forma como ela lida com os clientes pode ser um bom começo.

– Na arbitragem bitcoin triangular: Valor Efetivo Total (IOF, taxa de câmbio e spread bancário)

Como se trata também de uma operação entre dois países, é importante também ficar atento a fatores econômicos e políticos que podem influenciar a taxa de câmbio.

Declaração e tributação

Apesar das criptomoedas ainda não serem regulamentadas pelas autoridades monetárias brasileiras, elas devem ser declaradas à Receita Federal na Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF).

Você deve declará-las como bens na ficha de “Bens e Direitos” pelo valor que foram adquiridas, já que não há uma cotação oficial para ser usada como referência.

Com relação à tributação, os ganhos obtidos com arbitragem bitcoin são tributados como ganhos de capital.

Todas as movimentações/operações de arbitragem bitboin simples e triangular devem ser declaradas à Receita Federal no Programa de Apuração dos Ganhos de Capital, que permite a transferência dos dados para Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF).

O tributo só será cobrado caso sua movimentação mensal seja superior a R$ 35 mil.

A taxa incidente depende do valor lucrado:

  1. 15% para ganhos que não ultrapassam R$ 5.000.000,00;
  2. 17,5% para ganhos maiores que R$ 5.000.000,00 e menores que R$ 10.000.000,00;
  3. 20% para ganhos maiores que R$ 10.000.000,00 e menores que R$ 30.000.000,00; e
  4. 22,5% para ganhos acima de R$ 30.000.000,00.

Conclusão sobre arbitragem bitcoin

Chegamos ao fim desse artigo sobre arbitragem bitcoin.

Muitos conceitos novos foram aprendidos, muitos cálculos foram feitos, muitas ferramentas apresentadas.

Agora você sabe tudo sobre arbitragem bitcoin e está pronto para começar a operar!

E se você gostou desse conteúdo, fique à vontade para compartilha com seus amigos.


1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *