Bitcoin é seguro?11 passos para estar seguro, anônimo e privado com Bitcoin.

Bitcoin é seguro?11 passos para estar seguro, anônimo e privado com Bitcoin.

Bitcoin é seguro? Então, como andar em segurança, privacidade e anonimato?

Neste artigo, compartilharemos vários exemplos de como melhorar sua privacidade, segurança e anonimato ao usar o Bitcoin e outras criptomoedas.

Portanto, a ideia deste artigo é o de promover os direitos de todos os cidadãos de exercer sua liberdade e privacidade, muito mais agora que as autoridades estão mais desesperadas em encontrar maneiras de controlar e manipular todos os aspectos pessoais das pessoas comuns, como resposta ao crescimento da filosofia de Satoshi Nakamoto.

Em primeiro lugar, uma criptomoeda como Bitcoin funciona com a tecnologia blockchain

As transações são armazenadas em uma grande estrutura encadeada de rigistros, o que torna quase impossível fraudar um Bitcoin.

No entanto, isso não significa que as transações sejam completamente seguras e anônimas.

Neste vídeo falamos das desvantagens do bitcoin.

Basicamente, você é o seu próprio banco, portanto, responsável pela sua segurança.

E este artigo vai te oferece ferramentas e serviços que irão melhorar sua privacidade quando você navega na Internet ou usa criptomoedas, e algumas outras dicas para garantir que todas as suas atividades sejam completamente seguras e anônimas.

Este artigo oferece um guia para segurança, privacidade e liberdade.

Quais são os riscos de segurança com o Bitcoin ou outra criptomoeda?

A partir do momento em que um endereço blockchain é parte de uma transação, a transação e o endereço e o saldo são registrados publicamente para transparência (é por isso que contribuintes, governos e empresas analíticas de blockchain estão começando a usar muito essa tecnologia para identificar transações).

E se esses endereços estiverem ligados a uma identidade, essa pessoa pode se tornar um alvo. Aliás, já é especulado que a CIA usa ferramentas para rastrear Bitcoin e outras criptomoedas.

De fato, alguns governos baniram o comércio de criptomoedas. 

À medida que o uso de criptomoedas cresce, os governos aumentarão seus esforços para desenvolver ferramentas para rastrear transações.

Que precauções você deve tomar para o uso seguro e privado de criptomoedas e Bitcoin?

Em seguida, ofereceremos informações e referências de serviços que aumentarão sua segurança e privacidade ao usar a internet e criptomoedas, como o Bitcoin.

Seus Bitcoins ou outro endereço podem estar comprometidos, na maior parte do tempo, através do seu próprio erro. 

1. Não publique seu endereço em redes sociais ou em programas de mensagens! Pois ele pode ser facilmente vinculado à sua identidade real.

Endereços Bitcoin não são completamente anônimos. 

Algumas moedas mais recentes, como o Monero ou o Zcash, são umas das melhores nesse sentido. Fora algumas que promotem revolucionar o conceito, como A Grin e Beam, que usam a nova tecnologia MimbleWimble

Tiram isso, é possível conectar um endereço Bitcoin a um IP e identificar facilmente o indivíduo em questão.

2. Não salve sua carteira nem faça transações de seu celular!

Se for absolutamente necessário, faça uma segunda carteira e mantenha apenas uma pequena quantidade de criptomoedas. 

Os telefones são vulneráveis ​​não apenas à pirataria, mas também ao roubo físico.

Recomendamos a Samour ai Wallet como uma carteira móvel, uma vez que permite o manuseio de Bitcoins, mas com foco na privacidade e autonomia do usuário. 

Além disso, a carteira possui recursos para transações com alguma privacidade, como Stonewall, Stowaway, Whirpol, entre outras.

3. Não faça transações através de um WiFi público, a menos que você esteja usando uma VPN.

Use uma senha segura e diferente para todas as suas carteiras. Um gerenciador de senhas de alta qualidade pode ser muito útil.

Sempre use dois fatores de autenticação (2FA) on-line ou conta de troca.

Recomendamos o uso de Authy como um aplicativo de dois fatores, é compatível com todos os sites que usam o Google Authenticator, mas muito mais seguro e prático.

4. Criptografe sua carteira, seja ela armazenada on-line ou off-line.

Se possível, armazene sua carteira principal em um sistema que não esteja conectado à Internet, a menos que você a esteja usando. A segurança física é boa e pode ser muito útil para manter os hackers longe.

Uma das carteiras mais recomendadas para o uso anônimo e seguro do Bitcoin é a Wasabi Wallet. Tem aplicações Windows, MacOS e Linux. É uma carteira Bitcoin que permite preservar seu anonimato sem sacrificar qualquer vantagens oferecidas por uma criptomoeda. 

Em termos simples, a Wasabi impede que agências analíticas de blockchain e outros possíveis bisbilhoteiros espionem suas transações de bitcoin rapidamente “misturando” suas moedas com os recursos de outros usuários quando iniciam uma transação. 

Portanto, isso torna significativamente mais difícil para um observador decifrar o remetente e o destinatário de pagamentos específicos.

5. Sempre compre Bitcoin P2P.

Não use um serviço que peça suas informações de identidade, dessa forma, é como os governos e as agências tributárias conectam sua identidade ao seu endereço Bitcoin.

Para isso recomendamos Bisq e LocalBitcoins

Bisq é um programa de código aberto que permite acessar e fazer parte de uma rede P2P descentralizada. 

O objetivo deste programa é que os usuários possam trocar Bitcoins por euros, outras moedas nacionais e outras criptomoedas de forma privada, segura e resistente à censura.

Também recomendamos câmbios descentralizados, como o LedgerDex, onde os usuários podem trocar suas moedas criptografadas diretamente com outros usuários de suas carteiras privadas e anonimamente.

6. Obtenha um programa que altere seu endereço IP em cada transação.

Tenha mais de uma carteira. 

Mantenha apenas uma pequena quantia em sua carteira diária e cubra-a de uma conta principal, conforme necessário.

Sempre mantenha sua proteção VPN, antivírus e outros programas atualizados, use produtos de boa reputação.

Use um navegador focado em privacidade, segurança e que implemente o bloqueador de anúncios, como o Navegador Tor

O Tor Browser é um navegador de código aberto gratuito configurado para funcionar na rede Tor, onde suas páginas são criptografadas por vários servidores antes de entrarem na Internet, melhora sua privacidade e serve para evitar bloqueios de Internet. 

É um pouco mais lento do que outras ferramentas, mas além de evitar a censura, também esconde a origem do seu tráfego.

7. Considere a segurança do seu sistema operacional. 

Use um sistema operacional como o Linux para manter seu computador livre de vírus e malwares.

Elementary é um sistema operacional Linux moderno. 

É rápido, seguro e possui um design sofisticado que substitui o Windows e o MacOS

É semelhante ao MacOS em termos de design, funcionalidade e é usado por milhões de pessoas em todo o mundo. 

O Linux é um sistema operacional de código aberto cujo código pode ser lido facilmente pelos usuários, mas, mesmo assim, é um sistema operacional muito mais seguro comparado a outros sistemas, protegendo arquivos importantes contra ataques de vírus e malwares.

8. Se você realizar transações de alto valor, considere o uso de um endereço de assinatura múltipla. 

Em geral, isso é usado apenas por empresas que podem fornecer as chaves para vários funcionários. 

No entanto, isso pode aumentar consideravelmente a segurança.

Considere usar uma carteira de hardware como Ledger ou CoolWallet. É a melhor maneira de manter suas chaves de carteira seguras.

9. Obtenha e-mails criptografados e aplicativos de mensagens seguras. 

Isso garantirá que todas as suas comunicações sejam criptografadas e retiradas de alcance.

Programas de comunicação seguros e criptografados, como ProtonMail e Telegram, são muito úteis. 

Por isso, nosso Grupo Secreto de sinais de trading de criptomoedas, é usado no Telegram. Pois lá compartilhamos nossas operações em tempo real com nossos assinantes

O ProtonMail é um serviço de e-mail criptografado, criado no centro de pesquisa do CERN, após as revelações do ex-funcionário da CIA, Edward Snowden, sobre as práticas de vigilância em massa das agências de segurança dos EUA. 

Seus servidores estão localizados na Suíça, fora da jurisdição dos Estados Unidos e da União Européia.

10. Por que você deve usar uma VPN quando você trabalha com criptomoedas e navega na internet?

● Uma VPN criptografa seus dados quando você faz transações, o que dificulta a interceptação.

● Impede ataques de phishing

● Impede Malware e vírus.

● Uma VPN oculta seu endereço IP e impede o rastreamento de endereços.

O que significa que a localização do seu computador não estará relacionada ao seu endereço Bitcoin. 

Ao alterar o seu endereço IP, você também pode ignorar as restrições do governo e transacionar livremente.

● Você pode configurar a VPN para proteger apenas as atividades de criptomoeda.

● Certifique-se de escolher uma VPN que não armazene registros de usuários, o que pode potencialmente corresponder ao seu tráfego.

● VPNs gratuitas são geralmente financiadas pela venda de dados de usuários. As VPNs pagas são bastante acessíveis para o usuário médio e mais confiáveis ​​e seguras.

Recomendamos Surfshark e NordVPN para um serviço VPN privado e rápido. 

Eles mantêm uma política rígida de não manter registros e dados de seus usuários, e por seu preço, é um dos mais acessíveis no mercado, com auditoria externa. 

Ambos oferecem aplicativos para Windows, macOS, Linux, Android e iOS.

11. Finalmente, sempre pratique boa disciplina.

Não clique em links de e-mail, sempre verifique os endereços das páginas da Web que você está visitando e salve os links em seu navegador.

As ferramentas mencionadas neste artigo aumentarão sua segurança e privacidade ao lidar com criptomoedas e navegar na Internet.

Lembre-se, quando você usa Bitcoin ou outras criptomoedas, você é seu próprio banco. 
  • Se você investe em uma ICO e seu dinheiro é roubado, a responsabilidade é sua.
  • Se você envia uma transação para o endereço errado e perde seu dinheiro, a culpa é sua.
  • Um hacker entra em seu sistema e rouba sua criptografia, não há entidade ou número de telefone onde você pode pedir ajuda. É sua responsabilidade!

A grande promessa do blockchain é sua segurança e transparência, e a capacidade de ser anônimo e visível. 

No entanto, é também um terreno propício para hackers e ladrões, especialmente porque prevalece e pessoas comuns começam a usar criptomoedas para gerenciar suas transações.

No nosso Curso de Segurança em Criptomoedas entramos em mais detalhes sobre implementações que podem oferecer maior anonimato e privacidade. A idéia agora foi oferecer um guia prático e fácil para o público em geral.

Se você acha que este artigo é útil, compartilhe-o.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *